segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Ouvir música alta faz bem!

Li na revista seleções e vi na lista dos “10 males que fazem bem a você”, que ouvir música alta, ao contrário do que se imagina pode fazer bem. De acordo com a matéria, “há provas científicas de que, quanto maior a intensidade da música, mais prazer se tem, de acordo com uma pesquisa da Universidade de Manchester.”
Segundo o estudo as ondas sonoras estimulam a escala vestibular que é responsável pelo equilíbrio e que transmite as vibrações enviando ao cérebro que recebe uma mensagem positiva. “Neil Todd, autor do estudo, acredita que seja um vestígio do sentido da audição primitiva, ligada a impulsos básicos como fome e sexo.
Mas tem um alerta! Para que o sistema seja estimulado, é necessário que o som esteja acima de 90 decibéis, ou seja, se a exposição for muito prolongada, você poderá ficar surdo. Será que vale a pena arriscar a ficar surdo prematuramente? Vale lembrar que para um som de 85 decibéis, o tempo máximo de exposição permitido pela legislação brasileira é de 8 horas. Em uma boate, por exemplo, o som chega facilmente a 100 decibéis, o que nos daria um tempo máximo de exposição de 1 hora, de acordo com o Anexo-1 da Norma Regulamentadora nº 15.
Então se o som que sai do quarto do seu filho lhe incomoda, pense que isso pode estar lhe fazendo bem nesse momento. Mas não esqueça de orientá-lo quanto aos números acima.  Só prá testar aumente o som do seu computador e curta o som abaixo:

Um comentário:

Laís Ravache disse...

Não faço a menor idéia de quantos decibéis saem daqueles headphones quando eu coloco meu Green Day no player, nem se é só porque é meu Green Day, mas não tem como aqueles arrepios fazerem mal à saúde!

(...ficar surda prematuramente? quê? desculpa, não ouvi, repete...? rs)