quarta-feira, 4 de novembro de 2009

O GÊNIO


Como não poderia ser vou estreiar esse blogger falando de um dos maiores músicos que se tornou um mito na música não só pra mim mais pro mundo todo.
O nome do sujeito é Bach, sim Johann Sebastian Bach (nascido em 21 de março de 1685 morto - 28 de Julho, 1750).
Foi um organista e compositor alemão do período barroco. Mestre na arte da fuga, do contraponto e da música coral, ele é um dos mais prolíficos compositores da história da música ocidental. Não só tinha tecnica perfeita mais é tido como o maior compositor do Barroco e, por muitos, o maior compositor da história da música.
Falar só não adianta tem que viver sua música e ouvir, Deus colocou em suas mãos uma linguagem, um estilo e uma compreensão de música que ficamos imaginando da onde que foi tirado tanta riqueza melodica e bom gosto.

Sua Obra parece de uma simplicidade e humildade que poderia comparar sua música com as árvores que oferecem os seus frutos e os pássaros enriquecem a paisagem do amanhecer com os seus cantos. Teve mestres, é certo; mas entre o que os professores lhe ensinaram e o que nos ensinou a todos nós, seus alunos, há uma diferença maior que a existente entre a luz da vela e a do sol. Bach, como um demiurgo, tirou o seu mundo de si mesmo. O seu poder de criação era tal, que se diria ter nele se refugiado o “fiat” divino para poder ampliar as fronteiras do mundo.
Não se pode dizer que Bach foi o maior dos músicos, porque não há fita métrica para medir o gênio.

Meu Amigo, lamento informar se você acha que sabe alguma coisa de música, acho que é melhor reve seus conceitos.

(Daniel Vacani)