quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Heitor Villa-Lobos - Uirapuru




Heitor Villa-Lobos (1887-1959) nasceu no Rio de Janeiro, no dia 5 de março de 1887. Recebeu orientação musical ainda criança. No ano de 1915, Villa-Lobos começou sua vida profissional como instrumentista e com 19 anos de idade fez suas primeiras composições. Em 1922 participou da Semana de Arte realizada em São Paulo. No ano de 1923, viajou para a Europa e só voltou ao Brasil no ano de 1929. Muitas orquestras foram dirigidas por ele.

 Escreveu várias composições. Organizou um coral de 12.000 vozes em São Paulo no ano de 1931, acontecimento de grande importância na América do Sul. Fez várias viagens pelo mundo dirigindo com entusiasmo suas próprias composições. Recebeu grande incentivo de Debussy e Stravinski.
Em suas viagens pelo Brasil, fez pesquisas e anotou em seu diário as muitas modalidades musicais do folclore brasileiro, para depois analisar e formar suas composições. São muitas as peças que compôs, as que mais se destacaram foram os choros em número de 16, esses choros foram compostos no período de 1920 a 1929. São mais de mil composições conhecidas.

Durante sua vida recebeu 24 títulos do Instituto da França. Era membro da Academia de Belas Artes em Nova Iorque e Comendador da Ordem de Mérito do Brasil. Recebeu o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade de Nova Iorque, e o de fundador e primeiro presidente da Academia Brasileira de Música.
Heitor foi maestro e compositor brasileiro, considerado o expoente máximo da música do Modernismo no Brasil. Um gênio que não é compreendido até hoje pela sua obra.

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

GÊNIO ROMÂNTICO

A minissérie “Beethoven”, dirigida pelos britânicos Ursula MacFarlane, Damon Thomas e Francesca Kemp retrata a vida de um dos maiores compositores da música erudita: o alemão Ludwig van Beethoven. Com três episódios apresentados pelo maestro britânico Charles Hazlewood, a produção reconstrói a vida do artista, desde seus primeiros anos até sua surdez e crise criativa.
Nascido em 1970 na cidade de Bonn, na Alemanha, o artista conviveu com a música clássica desde criança, já que seu pai era professor de música. Começou a tocar cravo com apenas oito anos e, aos 22, mudou-se para Viena, onde começou a compor sonatas, quartetos e sinfonias.
Beethoven viveu em uma época de transição entre dois movimentos musicais: o clássico e o romantismo. Ele é considerado a figura central do romantismo porque suas obras possuíam sentimento e expressão, características principais do movimento.
Com 26 anos chegaram os primeiros sintomas de surdez progressiva, mas o artista continuou compondo. Sua última sinfonia completa é também a mais conhecida e consagrada de sua carreira: a Nona. Na Sinfonia nº 9, Beethoven musicou o poema “Ode à Alegria”, do poeta alemão Johann Schiller. O compositor foi aplaudido de pé durante a execução da obra.

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

With A Little Help Of My Friends - Joe Cocker



Essa música é muito legal! Não só a letra mas a melodia e os instrumentos e as vozes tudo bem estruturado. Uma verdadeira aula de composição, onde cada um tem seu espaço a voz,guitarra, baixo,bateria e a vozes. O interessante da canção e que no decorre ela vai  formando uma verdadeira  simbiose musical, você consegue ouvi tudo bem. Vale lembrar que ela foi tema da serie ANOS INCRIVÉIS DE 1988.