segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Formando acordes!!



A formação de acordes é um assunto confuso para muita gente. Os principais fatores que geram esta confusão são:
  • As diversas nomenclaturas utilizadas.
  • Nomes incorretos dados aos acordes.
  • As várias formas de executar o mesmo acorde, nem sempre corretamente utilizadas.
  • A falta de compreensão da estrutura de intervalos subjacente aos acordes
Nestes textos vamos tentar ajudar a compreender a formação e acordes. Enquanto a maior parte se explicação é generalista e se aplica a qualquer instrumento que permita fazer acordes, o nosso foco é a formação de acordes para qualquer instrumento, que é onde se verifica uma maior confusão.


Regras básicas para executar acordes nos instrumentos é formação de escala maior.
 Tríades:
Tríades são acordes de 3 notas. Porém o seu nome não vem das três notas, mas sim do fato dos intervalos usados para a sua construção serem intervalos de terça.
Com 3 notas apenas é possível formar o seguinte tipo de acordes:
  • Acordes maiores
  • Acordes menores 
  • Acordes Aumentados
  • Acordes Diminutos
  • Acordes Suspensos
  •  Acordes com a mediante substituída pela 2ª (sus2) ou pela 4ª (sus4). Estes na realidade não são tríades, porque os seus intervalos não são Terças. Por isso, e como os acordes suspensos também se aplicam a outros tipos de acordes (7ª, 9ª, 11ª, 13ª) vamos deixar a explicação destes para mais tarde. Fiquem atentos porque vou postar a formação de cada um deles
  • Um abraço.



Nenhum comentário: