quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

ACORDES DIMINUTOS:


Acordes Diminutos:
Um acorde diminuto é um acorde menor com uma 5ª diminuída. Ou seja, o primeiro intervalo é menor como num acorde menor normal, porém o segundo intervalo também é menor. Vamos usar novamente a escala de Dó como exemplo:






O primeiro intervalo é menor: mib (m3)
O segundo intervalo também é menor: m3  + (3 meios tons) = b5 (solb)
Assim, o acorde diminuto de DÓ é construído com as notas Dó, Mi bemol e Sol bemol. Como todos os acordes a sua estrutura é F m3 m5.

A ditância entre a “I”(primeira) e a “III”(terceira) tem que ter 1tom e meio. Então soma-se: DÓ# + + MIb = 1tom e meio. Fica sendo a “III”(terceira), um MIb.
A distância entre a “III”(terceira) e a “V”(quinta) também tem que ter 1tom e meio. Então soma-se: MI + + SOLb = 1tom e meio. Fica sendo a “V”(quinta) a nota SOLb.

A simbologia mais comum para acordes diminutos é o simbolo º,  Cº , Dº , etc. Porém é também utilizada por vezes a designação "dim": Cdim, Ddim etc. A designação dos acordes diminutos gera bastante confusão, porque o simbolo "º" ou o simbolo "dim" são por vezes utilizados para a designação de acordes diminutos, a forma dim é americana.
Porém basta lembrar que usar essa forma de cifragem é só para acorde com setima, porque a triade diminuta e cifrada: Cm(5b) que e menos usual.

Essa é forma de ve o acorde diminuto na cifragem, mais na sonoridade é outra coisa
mais isso é uma outra história até lá. 


2 comentários:

Laís Ravache disse...

...teoria musical, a causa da minha terapia matinal. É um lance tipo "entendi o suficiente pra dizer que não entendi absolutamente nada". Mas obrigada, eu tava precisando duma ajudinha com diminutos e parece que o que eu tava pensando tá certo. Thanks!

Daniel disse...

Então e mais ou menos isso ai!!